30
dez

Cervejas para o Ano Novo

Parece fazer parte do imaginário de muita gente que comemoração pede uma garrafa de champagne. Como champagne é uma bebida nobre, com denominação de origem e bastante cara, acabamos nos contentando com um espumante mais simples na hora do brinde. Réveillon não escapa a essa regra: é necessário haver uma garrafa arrolhada para ser aberta ruidosamente, espalhando a bebida pra todo lado (os sommeliers piram), e fazer o brinde definitivo que nos redimirá dos pecados do ano que passou e nos abrirá as portas do ano que chega. Até aqui nenhuma novidade, certo?!

Mas que tal variar um pouco e brindar a virada do ano com uma cerveja? Opções não faltam para diferentes gostos e bolsos. Para aqueles que não abrem mão de uma boa bebida na virada, há cervejas, deliciosas e complexas, feitas no método champenoise – o mesmo aplicado na elaboração dos champagnes mais sofisticados. A mais conhecida talvez seja a DeuS, da cervejaria Bosteels, produzida e fermentada na Bélgica, em seguida enviada para a França para refermentar lentamente na garrafa em caves da região de Champagne. Aqui no Brasil, há duas cervejarias que produzem excelentes cervejas seguindo o método champenoise: a Eisenbahn, com a Lust Préstige, e a Wäls, com sua Bière Brut.

Outra ótima opção, na linha das cervejas arrolhadas, são as lambics, cervejas de fermentação espontânea produzidas exclusivamente na Bélgica, mais especificamente nos arredores de Bruxelas. As lambics demoram até três anos para ficarem prontas e, por sofrerem naturalmente ação de diferentes bactérias ao longo do processo fermentativo, apresentam aromas mais fortes e incomuns e um gosto mais ácido e agressivo. Os principais tipos de lambic são a Gueuze, um blend de uma produção mais jovem com uma mais antiga; a Faro, adoçada antes do envase para quebrar a acidez; e as de fruta, como cereja, framboesa, pêssego, entre outras. Se você não está acostumado com cervejas ácidas, sugiro começar por uma lambic com fruta.

Se os estilos acima não lhe agradam, mas você não quer abrir mão do ritual, existem no mercado diferentes estilos de cerveja em garrafas arrolhadas por um preço razoável, como as cervejas da holandesa La Trappe ou da mineira Wäls. Agora, se você aprecia uma boa cerveja independentemente da cerimônia, escolha a sua cerveja especial e brinde com pessoas igualmente especiais. Lembre-se apenas de que é o ano que está acabando, e não o mundo!

Saúde, boa festa de fim de ano a todos e um abraço!

Por: Rafael Reis

30.12.15

Veja também

Comentários